funerariaemjundiai


UMA FUNERÁRIA QUE CUIDA DE VOCÊ QUANDO MAIS VOCÊ PRECISAR.

WHATSAPP: (19)9.8825-1240


 https://clubecorporativo.com/funeraria

 

 

A morte é algo muito dolorido e lidar com ela é muito difícil. Lidar com a perda de alguém que amamos nunca é uma tarefa fácil, afinal, não estamos preparados para a dor da ausência e da saudade deixados por um ente querido que perdemos.

O perda de alguém é um dos momentos mais complicados em nossas vidas e, sendo assim, é fundamental muita atenção para que essa dor não se prolongue demais.

O próprio Jesus Cristo, o filho de Deus, consolou muitas pessoas, entre elas as irmãs de Lázaro Maria e Marta falando sobre a ressurreição.

Sabemos que, às vezes, a perda de alguém é cauda de depressão, além de outros problemas emocionais e psicológicos.

 

Infelizmente, nem todos passam com tranquilidade pela perda de alguém. A morte torna às pessoas deprimidas, melancólicas e ansiosas.

Caso você esteja se sentindo mal, com dificuldade para lidar com à morte de alguém, não hesite e busque ajuda profissional, se necessário. Hoje em dia, profissionais especializados na terapia do luto ajudam muito na perda de alguém e conseguirá ajudá-lo nessa fase da vida. A terapia do luto ajuda o enlutado a lidar melhor com os sentimentos e com os momento difíceis.

Conhece alguém que acabou de perder alguém na morte?

   


ABAIXO SEGUE ALGUMAS DICAS DE COMO LIDAR COM A MORTE DE UM ENTE QUERIDO:


Quem perde alguém na morte precisa deixar o tempo passar e viver todas as fases do luto e, se necessário, não deixe de pedir ajuda aos amigos mais próximos. Quando necessário, desabafe, chore, converse com a família e amigos e com pessoas próximas. É normal se aborrecer e ficar sempre indignado com a situação.

Negação: quando a pessoa que perdeu um ante querido se sente incapaz de aceitar a perda de alguém que ama e não consegue vislumbrar uma vida sem a pessoa perdida. É como se a morte fosse um buraco sem fundo.

Raiva: é quando você se sentirá revoltado com todos e com tudo e não consegue se conformar com a situação em hipótese alguma e, em alguns casos a dor é dão profunda que a pessoas só pensa nas piores coisas possíveis.

Fase da "luz no fim do túnel": a pessoa enlutada passa a aceitar com mais facilidade a perda do ente querido e começa a buscar alternativas para tornar a sua vida melhor.

Depressão: a depressão pós a perda de alguém pode ocorrer a qualquer momento. Na fase da depressão o enlutado tem a impressão que a dor pela perda é insuperável.

Fase da Aceitação: É quando a perda do ente querido falecido torna-se algo mais suportável, e não uma dor que não tem fim, uma dor excessiva e desesperadora. Na fase da aceitação que, via de regra, ocorre em fases diferentes para cada pessoas, quem perdeu alguém percebe por si mesma que é capaz de seguir adiante sem q presença de outra pessoa. Na verdade, a pessoa enlutada adaptar-se à nova realidade e passa a seguir o seu caminho novamente.

 

UMA FUNERÁRIA QUE CUIDA DE VOCÊ QUANDO MAIS VOCÊ PRECISAR.

WHATSAPP: (19)9.8825-1240